Quarto, o melhor lugar para ficar

Uma pesquisa realizada pelo DataFolha em São Paulo e no Rio de Janeiro aponta que entre os jovens de 18 a 26 anos, o quarto foi escolhido como o melhor lugar para ficar, por 50% dos entrevistados. Entre as pessoas com mais de 26 anos, o quarto ficou em segundo lugar, com 32% da preferência.
Segundo o Arquiteto Aquiles Nícolas Kílaris, esta é uma tendência nos projetos atuais, que refletem a vida das famílias contemporâneas, mais individualistas e com rotinas diferentes entre os membros da casa. As reuniões da família normalmente acontecem nos finais de semana e nas refeições.
“No dia-a-dia, as pessoas procuram descansar, estudar, ler, navegar na internet e assistir os canais preferidos das TV’s por assinatura, em seus próprios quartos. Este comportamento é observado principalmente entre os mais jovens, que transformam o ambiente em um espaço que reflete a própria personalidade e o gosto pessoal”, afirma Kílaris.
Para o arquiteto, o quarto precisa ser aconchegante e ao mesmo tempo ter racionalidade nos móveis, para que a organização dos objetos pessoais seja feita da melhor forma possível. Nesses tempos em que a tecnologia invadiu a vida das pessoas, é preciso projetar espaços para aparelhos de TV’s, som e computador com acesso a rede através da wi-fi.
E como a tecnologia está presente em tudo, quem optar por carpete deve escolher os modelos antiácaro. O gesso pode e deve ser usado, tanto para decorar o teto, como para fazer a iluminação indireta, criar colunas e nichos.
Outros pontos devem ser observados na hora de projetar um quarto, como a funcionalidade, circulação, iluminação e as cores das paredes, que devem ser em tom pastel, que não cansam. Como estamos no Brasil, que tem clima tropical, a sugestão é trabalhar com as cores verde, azul e areia. Para as meninas, os tons do rosa nunca saem de moda.
O contra-ponto com cores escuras, pode ser usado em objetos de decoração, colchas e cortinas. Esta última é peça fundamental, pois além de controlar a luminosidade externa e dar privacidade, é a moldura do quarto para que ele tenha um acabamento perfeito.
Para os menos conservadores, Kílaris recomenda a utilização de papel de parede com estampas, desenhos ou texturas, que dão destaque em cantos do ambiente. A utilização de espelho também é importante para dar amplitude.

Fonte: Macchina de Comunicação