Cuidados na hora de comprar seu imóvel

Especialistas apontam detalhes que podem fazer a diferença

Rafael Sigollo
ESPECIAL PARA O ESTADO

A conquista da casa própria costuma ser um momento tão mágico na vida das pessoas que elas, por muitas vezes, não prestam atenção em detalhes importantes tanto dentro como fora do imóvel. “Desde riscos no piso até a vedação das janelas, tudo precisa ser observado com cautela para evitar transtornos no futuro”, explica o diretor da administradora de condomínios Artrax, João Luís Annunciato.
Segundo ele, ao verificar os Itens mais críticos (ver infográfico acima), deve-se fazer as anotações pertinentes e encaminhá- las ao engenheiro responsável, para que tudo seja resolvido e uma nova vistoria agendada posteriormente.
“É comum as pessoas assinarem um documento de aprovação e, somente na hora da mudança, começar a identificar os problemas”, diz. Além do próprio apartamento, o coordenador do curso de Engenharia Civil da Unicsul, Miguel Leon, aconselha observar também a estrutura geral do prédio. “É importante saber se os pilares e as vigas estão mofadas ou apresentam sintomas de corrosão e trincas, por exemplo, além de checar as instalações hidráulicas e bombas de recalque do condomínio.
Caso seja possível, é aconselhável levar um engenheiro ou um arquiteto para a vistoria”.
Outra dica vem do arquiteto Aquiles Nícolas Kílaris:“Revestimentos de pastilhas no exterior do edifício são mais duráveis e evitam os custos recorrentes para os condôminos com a pintura.”
VIZINHANÇA
Além das preocupações com especificações técnicas, a escolha do local onde morar envolve também fatores comportamentais e de infra- estrutura do bairro.
Por isso, recomenda-se fazer visitas ao imóvel em dias e horários diferentes.“Pela manhã é interessante ver o movimento da rua onde está localizado o prédio, o trânsito nas proximidades, a facilidade de acesso e a incidência de luz solar no interior do apartamento. A claridade ajuda também a identificar eventuais problemas nas paredes”, afirma Annunciato. “À noite, pode-se perceber se o local é silencioso e se as vias públicas são bem iluminadas, por exemplo”,argumenta o diretor.
Dependendo do andar em que irá residir,o morador precisa estar ciente de que, eventualmente, terá de conviver com ruídos provenientes das áreas comuns do empreendimento como playground, salão de festas e academia.
ENTORNO
Segundo o arquiteto Kílaris, o entorno do edifício é outro fator que deve ser levado em conta na hora da escolha. “Parques, supermercados, shoppings e disponibilidade de transporte público valorizam a região e, conseqüentemente, o apartamento.
É interessante pesquisar também se o preço do metro quadrado está condizente com o de outros imóveis similares e se a avaliação do mercado tem melhorado ou piorado no decorrer dos anos,em relação ao prédio e à área.”
DOCUMENTAÇÃO
Os especialistas lembram o futuro proprietário de analisar todos os documentos como contratos e certidões e, se for preciso, pedir ajuda a uma consultoria especializada. Outra forma de evitar problemas é verificar junto aos órgãos de defesa ao consumidor a existência de ações judiciais contra o empreendimento, incorporadora, construtora e imobiliária.●

Fonte: Jornal O Estado De São Paulo