Piscina, alma e coração de uma casa

No verão, a piscina é a parte mais refrescante da casa e a mais freqüentada também, principalmente nos finais de semana. Por isso mesmo, os projetos arquitetônicos contemporâneos contemplam essa estrutura, que em conjunto com a sauna, o spa, salão de jogos, sala de ginástica e espaço gourmet (churrasqueira) compõem a área de lazer completa de uma casa.

Nos projetos que executo, essa área acaba se tornando o coração, a alma da casa. Os ambientes são todos projetados ao seu entorno, para que ela seja o centro das atenções. As varandas nos quartos, normalmente localizados no piso superior, e as portas de vidro nas salas e cozinha, funcionam como integração entre as áreas internas com a área externa, trazendo para dentro dos ambientes este belo cenário.

Espaço não deve ser uma preocupação, pois ninguém precisa ter um terreno enorme para construir uma piscina em casa. As possibilidades são inúmeras, tamanhos e formas podem ser adaptados para qualquer metragem. Usando bom senso e criatividade, é possível construir uma área externa bonita e agradável.

As formas orgânicas são as minhas favoritas, pois refletem as curvas encontradas na natureza. Aliás, esse é o segredo. Criar dentro da casa um cantinho de mata, de floresta. Para isso, usamos o recurso das curvas, aliado a um belo paisagismo.

Caminhos com pedras brancas, barulho de queda d’água, palmeiras, leguminosas e um gramado bem cuidado são fundamentais. Em terrenos irregulares podemos utilizar o artifício conhecido como borda infinita, que simula uma linha do horizonte com a própria água.

Bares aquáticos com banquetas de inox dentro da água e prainhas, onde as crianças podem brincar tranqüilas e as espreguiçadeiras são colocadas para quem quiser tomar sol, são soluções inteligentes e que conferem beleza e conforto ao projeto. Pequenas ilhas com plantas verticais localizadas dentro da piscina ajudam a compor o clima natural.

Toda a beleza desse espaço, também precisa ser realçada no período da noite. É fundamental pensar no projeto luminotécnico, tanto no paisagismo como na piscina. O uso de fibra óptica nesse caso é interessante, pois possibilita a troca temporizada de cores.

O piso mais indicado para ser colocado em volta da piscina é o atérmico, mas a pedra natural também pode ser usada. O importante é que a textura do revestimento evite acidentes na área molhada. É possível mesclar a pedra com um deck de madeira. Essa mistura possibilita um ar rústico e ao mesmo tempo elegante. A borda pode ser de mármore branco apicoado, que valoriza e realça as formas.

Atualmente existem diversos revestimentos para as piscinas. A pastilha de porcelana especial é uma excelente opção. Com tamanhos e cores diferentes, é possível criar um cenário que reproduza o fundo do mar. Usando tons de azuis mais claros e escuros, é possível conseguir essa diferença de profundidade.

O mais importante é que, quando tornamos a área da piscina atraente, com paisagismo, cascata, espaço gourmet, e aquecimento da água, ela ganha status e destaque, por ser o lugar mais gostoso para ficar com os amigos e a família. Sendo assim, ela pode ser usada tanto no verão como no inverno, pois não há nada mais agradável do que contemplar a natureza dentro de nossa própria casa.

Fonte: Macchina de Comunicação