Beleza e funcionalidade no jardim

Final de ano é época de enfeitar a casa e nada melhor que um belo jardim para transformar a área externa em um ambiente colorido, agradável e que traga alegria para toda a residência. Mas em tempos contemporâneos, somente a beleza não é suficiente. O jardim precisa ser moderno, funcional, prático e de fácil manutenção.

Eu acredito muito na beleza da interação das áreas externas com os espaços internos de um imóvel. O primeiro passo para isso é projetar uma casa que privilegia essa integração. As portas de vidro são recursos excelentes. Elas permitem que salas e cozinhas se iluminem e deixam todo o verde externo invadir os ambientes internos.

Em meus projetos privilegio as linhas curvas e as formas orgânicas nos jardins. Elas dão leveza e graciosidade ao ambiente, pois reproduzem o movimento da natureza. Nada melhor do que formar dentro de casa um cantinho de floresta. O uso de pedras e seixos marcando os caminhos entre o gramado completa o cenário.

Na hora de pensar no paisagismo é importante a escolha correta das plantas que serão usadas. O colorido é fundamental, mas as espécies precisam ser de fácil manejo. Nada como complementar a fachada de uma casa com duas palmeiras imperiais que podem receber iluminação ascendente, valorizando assim a integração do conjunto casa/natureza.

Não há nada pior que um jardim cuja manutenção é complicada e dispendiosa. Plantas sensíveis que exigem muitos cuidados e podas freqüentes devem ser evitadas, a menos que o proprietário tenha tempo para esse trabalho. Outra situação que pode ser evitada é o uso de plantas e arbustos que perdem muitas folhas e flores em uma determinada época do ano, sujando o gramado e a piscina e aumentando assim, o tempo o custo da manutenção.

As árvores frutíferas conferem um charme especial em qualquer ambiente. No caso das casas, elas podem estar plantadas por todo o jardim, oferecendo sombra e frutos. Para aqueles que moram em apartamento, a opção é o plantio em vasos, que podem ficar dentro ou fora dos ambientes, dependendo do espaço que se tenha. Os vasos podem ser de diferentes dimensões e formatos, coloridos, de espelho, de vidro ou neutro. Eles estão em alta e ajudam na composição dos ambientes.

Aquiles Nícolas Kílaris

ir para o site www.arquitetoaquiles.com.br