Elementos de decoração de paredes dão charme a ambiente

Inúmeros materiais podem ser aplicados como novas opções de revestimentos, desde as pedras naturais até os tecidos
Sheila Vieira
DA AGÊNCIA ANHANGÜERA
Inúmeros tipos de materiais podem ser aplicados em paredes como novas opções de revestimentos que vão desde pedras naturais, painéis em resinas, MDF e até tecidos. O arquiteto Aquiles Nicolas Kílaris conta que os painéis em MDF são um artifício decorativo que também serve de auxílio técnico, por exemplo, para a instalação de tevê de plasma.
O arquiteto explica que, em geral, usam-se painéis de madeiras ou MDF, que depois recebem a laminação, iluminação indireta e nichos como prateleiras iluminadas e espelhos. “A textura é substituída por outro material com atributo técnico”, explica Kílaris. Paredes revestidas com espelhos bisotados formando painéis são bastante indicadas por conta do efeito interessante de ampliação do ambiente a um baixo custo.
A instalação é feita com o espelho adesivado diretamente na parede sem a moldura de madeira em salas e salas de jantar. Para os quartos, a madeira em MDF com acabamento em laca e desenhos elaborados em acrílico decora paredes. Efeitos como profundidade, luz embutida na caixa de madeira, relevos e desenhos dão mais vida ao cenário, conta Kílaris.
E para corredores e salas de home theaters painéis com foto iluminada atrás, como nos cinemas, dão charme e glamour aos ambientes. Outro elemento utilizado para decorar as paredes é o vidro serigrafado com aplicação de silhuetas que recebem efeitos por meio do uso da luminotécnica.
O gesso acartonado é outro material que pode ser aplicado como painéis juntamente com o MDF tendo frisos com iluminação indireta. Há ainda o uso dos mármores com efeitos criados com placas colocadas como painéis, e também de pedras como a canjiquinha com iluminação indireta. Mas uma das inovações é o uso de tecido em salas seguindo o motivo utilizado nas cortinas, com acabamento em moldura de madeira. “O efeito é mais vivo em comparação com o papel de parede, proporcionado pela trama e textura do tecido. Fica uma coisa mais fina”, diz.
A 3Form lançou no Brasil painéis de eco-resina em diferentes tamanhos, espessuras, cores, desenhos e texturas. Encapsulados nos painéis, ou seja, entre as placas transparentes de eco-resina, é possível inserir diversos tipos de elementos.
Um dos mais solicitados são componentes orgânicos provenientes de comunidades onde a subsistência provém da coleta de galhos de árvores, de conchas, pedrinhas, fibras de bananeiras, folhas secas, flores, entre outros. Também é possível criar um novo painel personalizado. Estes painéis podem ser utilizados como porta, divisória, tampo de mesa, revestimento de parede, box, guarda-corpo, biombo; ou aplicados em retro-iluminação, mobiliário, cobertura, fachada; nos mais diversos ambientes: dormitórios, escritórios, entre outros.
Para uso em área externa é aplicada uma película de proteção UV (ultra-violeta). De acordo com Pedro Augusto Barros, diretor da Divisão 3Form do Brasil, os painéis podem ser utilizados como porta de correr, divisória, tampo de mesa, porta de armário, revestimento de parede, box de chuveiro, guarda-corpo, biombo; ou aplicados em retro-iluminação, mobiliário, cobertura, fachada; nos mais diversos ambientes: dormitórios e escritórios.
Os ambientes onde as placas translúcidas 3Form estão mais presentes são corporativos, como recepções, salas de reunião, área da diretoria, enfim, lugares que por sua importância se queira dar destaque. “Vale destacar que além do aspecto estético, um dos fatores que leva as pessoas a optarem por estes produtos, são suas características como o fato da eco-resina, matéria-prima básica das placas com 40% de sua composição de materiais vindos de reciclagem, também levam as pessoas preocupadas com a sustentabilidade a utilizar a placa 3Form”, conta o diretor.
O preço do metro quadrado é a partir de R$ 300,00 e na média se situam entre R$ 600,00 a R$ 1,1 mil.A eco-resina é o principal componente dos painéis 3Form. Além de ter 40% de sua matéria-prima proveniente de reciclagem, o produto é atóxico, com certificado Green Guard americano, além disso é 40 vezes mais resistente ao impacto em comparação ao vidro, com a vantagem de ter a metade do peso do vidro. E em relação ao fogo, é auto-extinguível.
Há painéis compostos de outras matérias-primas, tais como: Struttura, de policarbonato; Chroma e Alabaster, de acrílico; e 100Percent, de HDPE (polietileno de alta densidade que provêm de material 100% reciclado).
Serviço:
3Forn – 0800-147148
Aquiles Nicolas Kílaris – (19) 3406-7173