Cinema em casa

O home theater mudou e mudou para melhor. Não é mais necessário um grande espaço para a implantação deste ambiente com os recursos de última geração. Graças aos avanços tecnológicos das TVs, eles podem ser projetados em qualquer espaço, acompanhando as dimensões de qualquer casa ou apartamento, sem perder qualidade e conforto. Um ótimo exemplo disso é o home do Apartamento Palazzo, projetado pelo escritório do arquiteto Aquiles Nícolas Kílaris (destaque na foto).

A alta definição de imagens produzidas nas novas telas pede que o telespectador esteja mais próximo para usufruir com plenitude toda a sua qualidade. De nada adianta uma TV de última geração instalada a 5 ou 6 metros do sofá ou da chaise.

O home theater também deixou de ser uma sala isolada do restante da casa, projetada de forma fechada e escura para garantir a qualidade da exibição de filmes e programas de TV. A grande luminosidade e alta definição dos aparelhos permitem que o espaço possa ser usado até mesmo com portas abertas, sem comprometer a imagem.

Assim como no mundo real – onde precisamos chegar perto para perceber todos os etalhes e sutilezas de pessoas, objetos e paisagens – o mesmo acontece com as imagens em Full HD (nome dado a resolução máxima que um aparelho pode ter). Na média, independente do tamanho da tela usada no ambiente, 3 metros é o suficiente para separar o aparelho do telespectador. Uma distância superior a esta compromete a qualidade.

Existe até uma fórmula matemática para fechar esta equação. Basta pegar a medida da diagonal da tela em polegadas e converter para centímetros (sendo que 1 polegada equivale a 2,54 cm). Depois, multiplicar o resultado por 2,5. Assim com aparelhos de 42 polegadas, você necessitará ficar sentado à, pelo menos, 2,66 metros de distância da tela, por exemplo. Mais perto do que isso poderá ter um cansaço visual.

Confira o projeto completo em nosso canal do Youtube

http://www.arquitetoaquiles.com.br

http://www.instagram.com/kilaris